Todo o nosso conhecimento se inicia com sentimentos.
Todo o nosso conhecimento se inicia com sentimentos.
"Hoje chorei muito, amor. Muito. Muito. Muito. Imenso! Senti falta de pessoas. De pessoas chegadas. Bem dizendo: que costumavam ser chegadas. Elas já estiveram perto um dia, mas hoje já não estão mais. E, algumas, jamais voltarão. Uma delas foste tu. Eu senti a tua falta, amor. Ou ex-amor. Sinceramente, para mim, não és tão passado como deverias. Não te tenho mais, mas tu sabes que sempre me terás. Um dos meus males é ser tão “dada” a ti. Tu, até hoje, sempre me tiveste nas mãos. E, talvez, continuarás a ter por muito, muito, tempo. Senti a tua falta, amor. Chorei. Quis ter-te do meu lado; quis abraçar-te; encostar a minha cabeça no teu ombro; quis o teu colo: quis ter-te. Mas não te tenho. Estou junta com outro garoto. Ele é impressionante! Tem milhões de qualidades. E de verdade? Desde que estou com ele, não lhe encontrei nenhum defeito. Estamos juntos há meses, e tudo o que ele sabe fazer é amar-me e ser realmente perfeito. É maravilhosamente bonito. Tanto por fora, como por dentro. É extremamente simpático; nunca o vi responder mal a alguém. Nunca o vi beber, muito menos fumar. Em vez disso, pratica desporto. É perfeito, não é? Enquanto tu, amor, não és perfeito. Na realidade, não és. Eu acho-te perfeito, porque te amo. Mas tu não tens nada de perfeito. Erras, sempre erraste. E não sabes valorizar uma pessoa. Não sorris. Não choras. Não sentes. Não abraças. Não queres. Mas tens. Tens-me, como ele nunca irá ter. Porém eu gosto da calma do beijo dele. Gosto do conforto que sinto quando permaneço por entre os seus braços. Gosto do olhar que ele lança quando eu falo com outro garoto; não é um olhar agressivo, é um olhar de quem tem medo de me perder. Gosto quando ele me olha nos olhos e diz que me ama. Gosto quando me agarra na cintura. Gosto quando me agarra a mão com mais força na hora de atravessar a estrada. Adoro quando ele me sorri. Ele é realmente impressionante! E eu amo completamente o nosso amor clichê. Ele ama-me e nós estamos juntos há tempos. Mas eu só gosto dele como melhor amigo. Não te sei esquecer. Hoje enquanto chorava, ele soube. Ajudou-me, como sempre. Dele não esperaria outra reação. Disse que viria ao meu encontro, mas eu neguei. Não lhe falei de ti, mais uma vez; mas ele sabe. Sou injusta com ele. Sou falsa. Sou horrível. Eu não mereço nem metade do seu amor. Ele é o meu-quase-tudo. Enquanto tu, és o meu-tudo. Ele é meu, mas eu sou tua. Todos sabem disso. Durante o meu choro eu só pensava que se fosses tu, a estar junto comigo, nem me perguntarias qual a razão para eu estar assim. Eu gosto dele, mas ele não és tu. “Ele não és tu”. Quantas vezes eu já repeti estas palavras! Quantas vezes eu já escrevi sobre isto? Não sei. Talvez muitas. Estar com ele, são tentativas de te esquecer. Tentativas que dão sempre errado."
— Danniela F.









Fala pra mim




Theme adaptado por dilacerar; base por antigones com detalhes da keepcal-m e noheartgirl.
theme (c)

(via rematado)


Há 6 meses · 5 885 notas · originally from a-interrogada · Reblog

(Fonte: c-h-4-n-g-e-s, via sentimentos-sublimes)


Há 7 meses · 99 notas · originally from c-h-4-n-g-e-s · Reblog

(Fonte: grifeinumlivro, via sentimentos-sublimes)


Há 7 meses · 989 notas · originally from grifeinumlivro · Reblog

(Fonte: promisse, via sentimentos-sublimes)


Há 7 meses · 15 287 notas · originally from promisse · Reblog

Há três coisas que eu faria se minha vida desmoronasse. Número um, choraria muito e secaria o meu coração. Minha nova vida não começará até eu fazer isso. Sim, essa é a primeira coisa que eu faço quando minha vida desmorona. A segunda coisa que eu faria? Eu fecharia ambos os meus olhos, e cantaria as partes que sei de canções favoritas. Até o céu eu iria, aonde sei que o amor está. Olho pra dentro. Reunindo novas forças a partir da tristeza. Eu morreria para me sentir vivo. A terceira coisa que eu faria quando o meu mundo ruir: Eu faria uma pausa, inspiraria; e faria uma promessa. Deixaria o capítulo entrar, e conceberia um futuro brilhante para mim. Não pela maneira como minha vida tem sido. Mas eu tentaria, tentaria de novo. Sim, eu tentaria de novo.

Jason Mraz.

(Fonte: manuscrituras, via sentimentos-sublimes)


Há 7 meses · 13 728 notas · originally from manuscrituras · Reblog

Sabe quando você quer chorar? Quer gritar, berrar, deitar na cama, ouvir músicas tristes e não sair de lá… Mas continua parado no mesmo lugar fingindo que tudo está bem?

Glee.

(Fonte: positive-vibrate, via sentimentos-sublimes)


Há 7 meses · 4 016 notas · originally from positive-vibrate · Reblog

(via sentimentos-sublimes)


Há 7 meses · 9 866 notas · originally from owvibe-deactivated20130929 · Reblog

Ou eu não falo, ou falo demais. Sempre assim. 

(Fonte: thedreamsnevercometrue, via sentimentos-sublimes)


Há 7 meses · 14 530 notas · originally from thedreamsnevercometrue · Reblog

(via sentimentos-sublimes)


Há 7 meses · 4 069 notas · originally from liliana-ffffff · Reblog

(Fonte: in-perfeicoes, via sentimentos-sublimes)


Há 7 meses · 91 notas · originally from in-perfeicoes · Reblog