Todo o nosso conhecimento se inicia com sentimentos.
Todo o nosso conhecimento se inicia com sentimentos.
"Hoje chorei muito, amor. Muito. Muito. Muito. Imenso! Senti falta de pessoas. De pessoas chegadas. Bem dizendo: que costumavam ser chegadas. Elas já estiveram perto um dia, mas hoje já não estão mais. E, algumas, jamais voltarão. Uma delas foste tu. Eu senti a tua falta, amor. Ou ex-amor. Sinceramente, para mim, não és tão passado como deverias. Não te tenho mais, mas tu sabes que sempre me terás. Um dos meus males é ser tão “dada” a ti. Tu, até hoje, sempre me tiveste nas mãos. E, talvez, continuarás a ter por muito, muito, tempo. Senti a tua falta, amor. Chorei. Quis ter-te do meu lado; quis abraçar-te; encostar a minha cabeça no teu ombro; quis o teu colo: quis ter-te. Mas não te tenho. Estou junta com outro garoto. Ele é impressionante! Tem milhões de qualidades. E de verdade? Desde que estou com ele, não lhe encontrei nenhum defeito. Estamos juntos há meses, e tudo o que ele sabe fazer é amar-me e ser realmente perfeito. É maravilhosamente bonito. Tanto por fora, como por dentro. É extremamente simpático; nunca o vi responder mal a alguém. Nunca o vi beber, muito menos fumar. Em vez disso, pratica desporto. É perfeito, não é? Enquanto tu, amor, não és perfeito. Na realidade, não és. Eu acho-te perfeito, porque te amo. Mas tu não tens nada de perfeito. Erras, sempre erraste. E não sabes valorizar uma pessoa. Não sorris. Não choras. Não sentes. Não abraças. Não queres. Mas tens. Tens-me, como ele nunca irá ter. Porém eu gosto da calma do beijo dele. Gosto do conforto que sinto quando permaneço por entre os seus braços. Gosto do olhar que ele lança quando eu falo com outro garoto; não é um olhar agressivo, é um olhar de quem tem medo de me perder. Gosto quando ele me olha nos olhos e diz que me ama. Gosto quando me agarra na cintura. Gosto quando me agarra a mão com mais força na hora de atravessar a estrada. Adoro quando ele me sorri. Ele é realmente impressionante! E eu amo completamente o nosso amor clichê. Ele ama-me e nós estamos juntos há tempos. Mas eu só gosto dele como melhor amigo. Não te sei esquecer. Hoje enquanto chorava, ele soube. Ajudou-me, como sempre. Dele não esperaria outra reação. Disse que viria ao meu encontro, mas eu neguei. Não lhe falei de ti, mais uma vez; mas ele sabe. Sou injusta com ele. Sou falsa. Sou horrível. Eu não mereço nem metade do seu amor. Ele é o meu-quase-tudo. Enquanto tu, és o meu-tudo. Ele é meu, mas eu sou tua. Todos sabem disso. Durante o meu choro eu só pensava que se fosses tu, a estar junto comigo, nem me perguntarias qual a razão para eu estar assim. Eu gosto dele, mas ele não és tu. “Ele não és tu”. Quantas vezes eu já repeti estas palavras! Quantas vezes eu já escrevi sobre isto? Não sei. Talvez muitas. Estar com ele, são tentativas de te esquecer. Tentativas que dão sempre errado."
— Danniela F.









Fala pra mim




Theme adaptado por dilacerar; base por antigones com detalhes da keepcal-m e noheartgirl.
theme (c)
Só o que eu quero é ser o suficiente para você, mas nunca consigo.
A Culpa é das Estrelas.  (via r-eprimir)

(Fonte: inverbos, via comtodaintensidade)


Há 4 semanas · 40 031 notas · originally from inverbos · Reblog

(Fonte: expressado, via comtodaintensidade)


Há 4 semanas · 7 422 notas · originally from expressado · Reblog

Me desculpa, de verdade! Nunca foi e nunca será minha intenção te machucar ou magoar. Desculpa por as vezes parecer que não tenho coração, que sou uma pessoa fria e sem sentimentos. É que no passado meu coração perdoava tudo, eu era a felicidade em pessoa, acreditava que tudo ia dar certo, mas chegou uma hora que essa minha ingenuidade, ter esse coração sempre bondoso, me fez sofrer como nunca imaginei, me fez acordar e crescer para a realidade, me fez ser outra pessoa. Como eu queria ter te conhecido antes de tudo isso, você iria se encantar como eu era, as vezes até eu sinto saudades de mim mesma, porque está que você está vendo, não sou eu. Isso é só uma máscara, uma camuflagem, minha muralha para o mundo, é meu coração se defendendo e me avisando que eu posso me magoar de novo. Muitas coisas mudaram além de mim, a situação que me encontro hoje é difícil, mas estou de pé. Não estou tendo tempo para muitas coisas, está na hora de eu me decidir o que irei fazer na minha vida e lutar para que isso aconteça. E espero que você esteja lá, para me ajudar, dar força, me abraçar, consolar e sobre tudo me incentivar. Pois acredite, vai ter hora que até eu mesma não irei acreditar em mim, e é essa hora que eu quero olhar para o lado e ver você. Só peço que não se assuste com essa pedra que está vendo, essa não sou eu. Quero que veja mas que isso, que olhe no fundo dos meus olhos, no fundo das cicatrizes, e quando você enxergar, verá a pessoa sensível que sou de verdade.
Me perdi em mim, mas você pode me achar. Bia Maria. 
(via adesejar)

(via comtodaintensidade)


Há 4 semanas · 1 235 notas · originally from adesejar · Reblog

(Fonte: brizandu, via comtodaintensidade)


Há 4 semanas · 25 692 notas · originally from brizandu · Reblog

Ventava, fazia barulho, chovia forte, o céu estava nublado. E o pior é que a tempestade não era lá fora. Era dentro de mim.
Renato Russo. (via animicida)

(Fonte: descontentes, via comtodaintensidade)


Há 4 semanas · 3 816 notas · originally from descontentes · Reblog

Eu sou a única pessoa que se sente mal por ver outra pessoa sendo mal tratada?  

(Fonte: diario-de-uma-abestada, via comtodaintensidade)


Há 4 semanas · 25 103 notas · originally from diario-de-uma-abestada · Reblog

Imaginemos que você esteja participando de uma corrida com uma tartaruga. É dada à tartaruga uma vantagem inicial, em distância, de dez metros. No tempo que você leva pra percorrer esses dez metros, a tartaruga talvez se desloque um. Então o tempo que você leva para transpor essa distância, a tartaruga vai um pouco mais a frente, e assim por diante. Você é mais rápido que a tartaruga mas você só consegue diminuir a distância entre vocês. Mas é óbvio que você acaba simplesmente passando pela tartaruga sem preponderar sobre a mecânica envolvida, mas a pergunta de como foi capaz de fazer isso acaba sendo incrivelmente complicada e ninguém tinha achado a resposta para ela de verdade, até que Cantor demostrou que alguns infinitos são maiores que outros.
A Culpa é das Estrelas  (via coracaosentimentos)

(Fonte: oxigenio-dapalavra, via coracaosentimentos)


Há 4 semanas · 9 101 notas · originally from oxigenio-dapalavra · Reblog

(Fonte: titanios, via coracaosentimentos)


Há 4 semanas · 2 328 notas · originally from titanios · Reblog

Se eu soubesse antes o que sei agora, iria embora antes do final.
Engenheiros do Hawaii (via coracaosentimentos)

(Fonte: discursei, via coracaosentimentos)


Há 4 semanas · 63 360 notas · originally from discursei · Reblog

(Fonte: icanbeyourcocaine, via coracaosentimentos)


Há 4 semanas · 26 177 notas · originally from icanbeyourcocaine · Reblog